Post número 41

No fundo da foto, um holofote. E um saxofone.

Terça feira a história se repete. Mas o holofote, ele mesmo, iluminará o vazio.

O sax estará em outro canto.

E o pior é que eu pouco me abalei com isso. Não tenho sido pega por essas coisas ultimamente…

Olha que ele esteve bem na minha frente. Me impressionou, muito.

Mas eu não entendo de música, não.

E não tenho sentido muito frio na barriga ou expectativa, qualquer.

Vou levada pelo fluxo da multidão.

E com muita preguiça da discussão “eu sou mais fã”.

A mesma que me deu dor de cabeça em maio passado.

A preguiça só passa no primeiro acorde.

(Ainda bem que chego lá sozinha e perco boa parte da discussão.)

Mas, talvez, eu tenha me abalado pouco por outros motivos.

Porque ninguem canta a morte tanto e tão bem como eles.

E agora, chovendo, maybe he can fell the rain.

E essa coisas todas.

Na terça, balões brancos.

Muita festa. Menos tietagem.

Curtir mais a platéia.

Celebrate we will. He sure did.

Facebook comments:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>