Passagens

Então. Pense que aqui é como um hotel. Ou o apartamento daquele primo solícito, que te ofereceu o sofá. É temporário. Estou de mudança.

Nunca quis parar de escrever mas essas coisas são cíclicas, como ter franja, fazer terapia e namorar.
Vai, vem, foi.
Não quero meu nome, não quero minha foto mas ainda quero falar do meu mundo.
Se quiser falar de outras coisas, falarei também.
Ainda não decidi pauta e odeio blog diário.
Mas eu escrevo pra mim. Pra voltar, resgatar. Que cheiro tinha aquela época? Como eu sonhava?
Vou escrever muitas cartas, com medos, confissões e projetos. Pra quem lê de longe entender o que se passa por aqui.
E pra começar, meu aqui agora é outro. A minha vida é 100% diferente. Eu acredito em coisas que nem sei mais como. Tudo vira completamente de mês em mês.
Quero registrar as coisas incríveis que pessoas incríveis falam, sabiamente.
Rir de mim, sempre. É um talento que pretendo manter.
Refletir muito e continuar mudando de idéia quantas vezes for necessário.
Essas são algumas das metas.
Me acompanha? Sem dedos apontados, por favor.
Quero crescer junto.

Facebook comments:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>