O look do dia ainda faz sentido?

Resolvi que queria escrever sobre moda no blog em 2010. Na época, os blogs de moda já bombavam há bons anos, mas ainda não tinham caído na polêmica atual.

Ensaiei um ou outro look do dia. Instalei minha máquina num tripé, bem na saída de casa, e batia uma foto toda manhã antes do trabalho. Ficava com vergonha, aquela cara de tacho nas fotos, mas segui com a rotina por uns dois meses. Não passei a escolher minha roupa com mais cuidado – só me maquiava com capricho – e na hora de postar, sempre refugava. Ficava me questionando: pra quê ficar mostrando minha roupa, qual a finalidade disso? É verdade que eu tinha uma vontade enorme de discutir o processo, testar, combinar e descombinar. Falar de proporções, do que funcionava pra mim, das compras que valeram a pena, essa coisa toda. Mas o desconfiômetro não permitiu. Não sei se foi bom ou ruim, mas acabou me travando no tema “moda” como um todo. Era, talvez, um preceito do que estava pro vir. Um sentimento que já crescia em quem acompanhava os demais blogs na época e que culminou na Blogueira Shame.

Mas, veja só, se passaram três anos e tô eu aqui ainda querendo falar de roupa. Não dou jeito!

Também em 2010 apareceu o Um ano sem Zara, que acabou fazendo mais ou menos aquilo que eu pensava que seria interessante fazer. A Joanna – muito mais esperta que eu! – conseguiu concretizar a minha vontade de look do dia com inteligência e toda essa discussão do vestir (e do consumo também). Foi mais uma desculpa para que eu adiasse minhas vontades: ela já tava fazendo – e bem – mesmo… tanto que até hoje ela continua lá na evolução do que se propõe a fazer.

Corro um grande risco de fazer papel de boba, mas decidi que vou entrar na conversa. No pior dos casos, fica documentado o que eu vestia nessa época. E o que pensava também. Porque se vestir sem brincar, sem pensar, sem experimentar, não tem graça.

Facebook comments:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>