Crônica em 30 segundos

Sem paciência, falei:

- Então quando você quiser me ver, me liga.

Para o meu desespero ele concordou:

- Tá.

Desliguei o telefone, irritada, desacreditada.

E em seguida tocou. Seu nome no visor:

- Quero te ver. Não era pra te ligar?

Facebook comments:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>