Comprei e nunca usei

Li em um blog recentemente (juro que vou lembrar qual e dar o link) uma discussão muito pertinente sobre quanta roupa a gente compra e nunca usa – e os desperdícios (de espaço, de dinheiro, de energia) disso tudo. Me propus a juntar todos os itens do meu armário que eu nunca usei, por curiosidade e para fazer um balanço daquelas peças que parecem ser um ótimo achado na loja, mas acabaram virando encalhe.

Enquanto a ordem dos blogs é exibir mostrar o que se tem de bacana, eu resolvi abrir os micos para ver se tomo vergonha na cara.

Descobri que tenho bem menos coisa encalhada do que achava que tinha. O mais comum, na verdade, é eu me empolgar com a aquisição e estrear de cara. Depois, rola uma arrependida básica. O mais legal de fazer esse levantamento é perceber a similaridade das coisas que a gente tende a não usar. (Relevem os recortes toscos de photoshop beginner!)

1 – Baratinhos para trabalhar

Esses dois vestidos comprei há mais de um ano, o que faz ser ainda mais difícil acreditar em uma esperança pra eles. O vermelho é da C&A, a primeira coleção do Reinaldo Lourenço, e o segundo da Forever 21. Os dois foram bem baratinhos, o que me fez refletir menos na hora de levar pra casa (erro!) e os dois tem coisas meio over the top para o ambiente corporativo – a cor de um e o decote do outro. Flopou.

2- Brilhos e mais brilhos

A gente tá careca de saber que paetê é lindo e tãndãnce, mas na minha vida a verdade é que ele mica. Um encanto só na loja e na hora de sair de casa eu me sinto a globeleza – principalmente quando os brilhos em questão não são pretos. Falta glamour pra segurar o modelo, mas é a realidade, vamos conviver (ou continuar tentando?).

3 – Não era bem meu estilo mas era tão lindo!

Essa pra mim é a maior armadilha. Eu me apaixonei perdidamente por essas três peças. As três não seriam compráveis se não estivessem em promoção. Todas as três têm alguma história muito especial – o body, por exemplo, foi peça de um desfille da Iódice, como eu poderia falar não? Eu descabelei, pulei, fiquei louca na loja. E levei. Mas gente, não é eu. Não cabe em nenhuma ocasião da minha vida. E aí eu fico 3 anos esperando para usar um vestido estampado de seda num casamento na praia para o qual eu nunca fui convidada.

4 – There are only too many cocktail parties

Sempre caio na armadilha do cocktail dress. Ele é bonito, ele veste bem, ele é o trigésimo da coleção. Quando saio pra fazer compras acompanhada da minha mãe é pior ainda, ela sempre gosta mais desses vestidos do que de qualquer outra coisa. E aí algum acaba sobrando, perdido, coitado.

5 – Ainda há esperanças

Esses dois ainda não deram arrependimento. Tudo bem, foram compras com timing errado e já estão encalhados há uns 4 meses. Pior, foram caros. Mas tenho certeza que ainda vou usar muito. O mais claro, de renda, ando brincando que é meu vestido de casar no civil. Eu, solteira, sem namorado.

A gente se engana tanto né?

Campanha por menos coisas encalhadas e compras mais conscientes. Vocês sabem o que está encostado no seu closet?

Facebook comments:

Comments
  1. Nathália |
  2. Elvira |
  3. Gigi |

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>